Entrevista – Games para Android com Thiago Rosa

Oi pessoal, o Abrindo o Jogo descolou uma entrevista muito legal com um desenvolvedor de games independente para Android. O nome da fera é Thiago Lopes Roda. Apaixonado por games desde pequeno, Thiago nasceu em Santos (SP), mora atualmente em Campinas (SP), concluiu a graduação em 2006 na Unicamp em Engenharia de Computação e hoje desenvolve para a plataforma Android. Seus games  ultrapassem mais de 310.000 downloads. Vale a pena conferir…

Equipe AoJ: A quanto tempo você se interessa por games?

Thiago Rosa: Desde criança. Já tive: Apple II, Atari, Master System, MegaDrive, Super Nintedo, Nintendo 64 e Nintendo Wii. Joguei bastante também noPC, no Palm e agora no celular! Hoje em dia gasto muito mais tempo fazendodo que propriamente jogando!

Equipe AoJ: Qual foi o primeiro game que você criou? Independente deplataforma.

Thiago Rosa: O primeiro jogo que criei foi um Jogo da Velha para PalmOS. Como todos sabem,é um jogo bem simples, mas o diferencial são as três dificuldades:

  • Fácil: quem sabe jogar sempre vai ganhar ou empatar
  • Normal: quem sabe jogar sempre vai empatar
  • Impossível: quem sabe jogar sempre vai empatar ou perder

O lance da dificuldade “Impossível” é que o CPU rouba, mudando o lugar que você escolheu colocar o seu X. (risos)

Equipe AoJ: De onde surgiu o seu interesse por game para Android? Porque escolheu esta plataforma?

Thiago Rosa: Eu sempre quis fazer jogos e como o Android está em rápida expansão, seria uma ótima oportunidade de distribuir os jogos para um grande número de pessoas! Além disso, você pode desenvolver em qualquer computador sem nenhum custo e você pode desenvolver o que você quiser, diferente da plataforma concorrente.

Equipe AoJ: Descreva para os leitores o processo de publicação na Android Market.

Thiago Rosa: É muito fácil, basta seguir os passos descritos na seguinte página (http://developer.android.com/guide/publishing/preparing.html). Resumindo, você precisa se cadastrar como desenvolvedor no Android Market, para isso você precisa pagar uma taxa única de US$25 através do Google Checkout. Depois disso você não precisa pagar mais nada e pode publicar quantos aplicativos você quiser. Quando seu aplicativo estiver pronto, basta assiná-lo com sua chave (http://developer.android.com/guide/publishing/app-signing.html) e subir o APK no Android Market.

Equipe AoJ: Qual parte deste processo você considera a mais complexa e que conselho daria sobre ela??

Thiago Rosa: Acho que a única coisa mais complicada é se você utilizar algum MapView (Google Maps) na sua app, pois daí você precisa de uma apiKey para utilizá-lo. Durante o desenvolvimento você pode usar uma chave temporária, mas quando você for publicar, você precisa gerar uma chave para o Maps baseada na sua chave privada.

Equipe AoJ: Você considera este mercado um mercado promissor?

Thiago Rosa: Com certeza, hoje já são ativados mais de 500.000 telefones com Android por dia! Não precisa falar mais nada sobre o tamanho deste mercado! (risos)

Equipe AoJ: Você possui, ou pretende, disponibilizar game pagos? Qual a sua experiência nessa área?

Thiago Rosa: Até algum tempo atrás eu tinha o Minesweeper 3D em três versões: Lite, Full, Paypal. A Lite tinha apenas quatro campos e você podia comprar a versão Full pelo Android Market para ter todos os dez campos. A Paypal também tinha apenas quatro campos e você podia comprar através do Paypal e liberar nela mesma todos os dez campos. Depois de um tempo, resolvi colocar propagandas na versão Lite e na Paypal. Percebi que eu estava ganhando mais grana com a propaganda do que com a venda da versão full. Resolvi mudar a estratégia e transformar a versão Lite em uma versão com todos os dez campos, mas com propaganda. A versão Full eu transformei em uma versão Premium, com os mesmos dez campos e sem propaganda. A versão Paypal eu descontinuei!

Confiram os projeto de Thiago Lopes Rosa em: http://www.thiagorosa.com.br e postem aqui nos comentários as suas dúvidas em relação ao desenvolvimento de jogos para Android.

Autor: Rafael Rodrigues Ver todos os posts de

33 Comentários em "Entrevista – Games para Android com Thiago Rosa"

  1. everton.vieira 21/08/2011 at 23:13 - Reply

    Olá Thiago,
    Primeiramente quero agradecer a sua participação aqui no AoJ. Eu teria ainda duas perguntas:

    1) Qual a tecnologia que você já utilizou, e ainda utiliza, para a criação dos games?

    2) Qual é o tempo médio de produção de cada game?

  2. Thiago 22/08/2011 at 09:15 - Reply

    Oi Everton,

    1) Não sei se entendi a pergunta, mas uso o SDK padrão do android e o Eclipse. Não gosto de usar engines prontos pois um dos principais objetivos é aprender Android e não aprender engine X ou engine Y.

    2) Demoro uns 3 meses pra fazer um jogo. Lembrando que eu só mexo nisso nas minhas horas livres!

    • everton.vieira 22/08/2011 at 10:08 - Reply

      Perfeito Thiago 🙂

  3. Leandro Vian 22/08/2011 at 11:18 - Reply

    Bom as perguntas do Everton já abordaram parte do que eu tinha pensado.

    Só me restou ainda a dúvida sobre teu início de desenvolvimento pro android, tu utilizou somente a documentação própria ou buscou ajuda de outras fontes(sites e livros)?

  4. Marcelo Martins 23/08/2011 at 10:32 - Reply

    Thiago, meus parabéns pela iniciativa e pelo trabalho! São pessoas como você que fazem diferença no mercado nacional indie! Continue fazendo seus jogos e desbravando a indústria de games.

    • Thiago 24/08/2011 at 11:06 - Reply

      Opa, valeu! =)
      E já tem mais um jogo no forno. Comecei semana passada!

  5. Caitano 21/09/2011 at 14:41 - Reply

    Boa tarde, Thiago, parabéns pelo ótimo trabalho!
    Estou desenvolvendo um jogo para android… E gostaria de saber como colocar publicidade nos jogos?
    Você ganha por click?
    Onde consegue estas propagandas?
    Muito Obrigado!

    • Thiago 30/09/2011 at 09:27 - Reply

      Caitano,
      Eu uso o AdMob (http://www.admob.com) e é muito fácil colocá-lo no seu app (apenas alguns minutos). Você ganha alguns centavos por clique.

  6. Bruno Rafante 20/10/2011 at 18:52 - Reply

    gostaria de saber (não sei se vocês sabem) se quando eu disponibilizo um App no AndroidMarket ele fica disponível para todos os países ou apenas para brasileiros e também para saber se vocês sabem onde eu posso verificar o CPC (custo por click) do adMob
    Obrigado gente
    Um grande abraço

    • Thiago 21/10/2011 at 10:29 - Reply

      Bruno,

      Voce consegue filtrar no seu painel de controle do market quais paises podem ou nao baixar seu app.

      No painel do admob nao tem o CPC, mas tem o eCPM (effective cost-per-thousand impressions). Isso varia muito, nas minhas apps varia desde $0.09 ate $0.47!

      • everton.vieira 21/10/2011 at 13:51 - Reply

        Valeu pelas dicas Thiago!

      • Bruno Rafante 22/10/2011 at 12:37 - Reply

        Bastante elucidador, muitíssimo obrigado…
        Mas não pára por aí, sem querer explorar demais a sua experiência, mas já explorando e muito ^^
        Deixa eu ver se eu entendi, isso quer dizer que 1000 pessoas tem que clicar num anuncio pra vc ganhar 9 centavos? isso num é muito pouco? você disse que propaganda está sendo mais lucrativo que vender o app, mas pelo que eu pude entender o faturamento seria de 9 centavos pra cada mil pessoas que cliquem na propaganda, isso não é muito pouco? porque seriam necessários 100.000 usuarios que clicassem no banner para obter 47 reais (e isso considerando o maior dos dois valores que você citou) Isso quer dizer que se 1 milhão de pessoas instalassem seu app você precisaria que 10% delas clicassem no banner o.O Tem outra coisa que eu não entendo, se a pessoa baixa o App, e desconecta da internet o banner já não conta? Ou seja esses 10% ainda tem que permanecer online enquanto jogam para poderem clicar no banner para valer alguma coisa? Não sei, não parece tão lucrativo à primeira vista… Se puder me explicar melhor…
        Muito Obrigado e parabéns pelo sucesso (vi lá que você já tem vários Apps publicados no market (minha inspiração ^^)

        • everton.vieira 22/10/2011 at 15:25 - Reply

          Olá Bruno,

          Na verdade a unidade é “effective cost-per-thousand impressions“, ou seja, você ganha a cada 9 centavos para cada 1.000 vezes que o banner for “IMPRESSO”, mostrado na tela do game. Essa nova forma de propaganda foi criada em virtude do clique não funcionar para este tipo de mídia. Se o usuário clicar no banner, o jogo é fechado para mostrar a página do anuncio, causando uma sensação bastante negativa.

  7. Bruno Rafante 22/10/2011 at 21:47 - Reply

    Ah! Agora que eu entendi e realmente faz muito sentido isso que você falou, mas sem querer abusar…
    Esse valor é contado a cada 1000 vezes que ele é impresso independente de quem seja? por exemplo, uma vez impresso na tela de pessoa1 mais uma vez na tela de pessoa2 + … + 1 vez na tela de pessoa1000?
    Everton, muito obrigado de novo, vocês aqui do abrindo o jogo são muito cordiais e o Thiago também gostei muito do tratamento – estou indicando o portal para todos os meus amigos.

    • everton.vieira 23/10/2011 at 17:48 - Reply

      Olá Bruno,

      Exato, a contagem ocorre quando o banner é apresentado na tela de um jogador.

  8. Bruno Rafante 22/10/2011 at 21:52 - Reply

    Ia me esquecendo, um banner pode ser exibido mais de uma vez na tela de uma pessoa? A pessoa tem que estar online para que ele seja exibido? Um aplicativo para baixado por uma pessoa pode contabilizar mais de um banner diferente? ou seja, são vários banners de várias empresas diferentes que aparecem em um aplicativo de uma pessoa ou é só um?
    Obrigado

    • everton.vieira 23/10/2011 at 17:50 - Reply

      Olá Bruno,

      Sim, o jogador precisa estar online para o aplicativo poder comunicar-se e apresentar a propaganda.
      Sim, um único game pode ser responsável por mostrar várias propagandas na mesma partida.

  9. Bruno Rafante 25/10/2011 at 11:10 - Reply

    Muitíssimo obrigado,
    Com isso eu entendi realmente a vantagem de disponibilizar o jogo gratuito. Acho que muito breve terminarei o meu e vou disponibilizar pra testar

    • Thiago 04/11/2011 at 14:43 - Reply

      Bruno/Everton,
      Demorei pra voltar aqui e perdi toda a discussão! hehehe!

      Só uma correcão sobre o eCPM/AdMob: a gente não ganha por impressão e sim por clique!

      O significado de um eCPM de 0.09 é que em média, a cada 1000 impressões, você ganha 0.09 centavos. Como o valor por clique varia, você pode ter tido 1 clique de 0.09 ou 9 cliques de 0.01.

      • everton.vieira 04/11/2011 at 15:57 - Reply

        Obrigado pela correção Thiago 😉

  10. Bárbara 29/10/2011 at 21:26 - Reply

    Boa noite!

    Eu gostaria de mais alguns esclarecimentos.
    Como acontece a venda do espaço para publicidade no Android Market?
    Ao colocar o jogo lá, quando as pessoas jogam aparecem as propagandas aleatoriamente e eles repassam o pagamento para o desenvolvedor do jogo?
    Ou as empresas que divulgam suas marcas escolhem em quais jogos querem ter sua publicidade e entram em contato com o desenvolvedor para que seja feito o contrato, ou qualquer que seja o procedimento que firma o compromisso de divulgar a marca?

    Pode ser até uma pergunta meio boba, mas eu nunca joguei um jogo de Android. Acho que meu negócio mesmo são os jogos para pc com começo, meio e fim.

    Agradeço muito!

    • luiz.nornberg 31/10/2011 at 16:55 - Reply

      Olá Barbara.
      A publicidade em jogos publicados para o Android (assim para para o iPhone) não tem relação com a loja em sí (Android Maket ou App Store). A propaganda fica dentro do jogo e temos duas opções: uma delas é a que já foi comentada, onde o anúncio é inserido dentro do jogo como parte do mesmo. Realmente é muito menos invasiva, mas depende de acordo direto entre o desenvolvedor do jogo e o anunciante.
      A forma mais comum, porém, é o uso de uma plataforma de anúncios – no caso do Android, utiliza-se a AdMob, do Google. Funciona assim: o desenvolvedor utiliza um comando próprio do AdMod no seu jogo, que posiciona uma área de anúncio dentro do mesmo. A área é sempre do mesmo tamanho, e o desenvolvedor não tem controle do que aparece lá dentro. Ele apenas posiciona isso onde desejar no seu jogo. E toda vez que o jogo é aberto, dentro dessa área aparecem anúncios (banners) selecionados pelo AdMob. Os anunciantes do AdMod também não possuem muito controle sobre onde seus anúncios vão aparecer, se vai ser em jogos ou aplicativos no Android.
      Cada vez que um banner destes é mostrado no jogo, o desenvolvedor do jogo ganha uma fração de centavos. Mas ao longo do tempo, se o jogo é popular, serão tantas apresentações de banner que a conta pode chegar aos milhões. Veja este caso documentado pelo própria AdMob: http://goo.gl/tzMJ0

      • everton.vieira 31/10/2011 at 22:22 - Reply

        Olá Bárbara,

        vale lembrar que a publicidade mais integrada ao jogo (advergames), exigem um conhecimento maior do Game Designer. Caso contrário, o tiro pode sair pela culatra, resultando em uma jogo enfadonho e uma propaganda ineficiente. Advergames normalmente exigem uma infraestrutura mais robusta por parte do desenvolvedor. Maturidade, experiência e, principalmente, relatórios com estimativas de acesso, são requisitos mínimos para encontrar um bom patrocinador. O meio via AdMob é o mais adequado para desenvolvedores iniciantes, ou que ainda não possuam uma infraestrutura adequada.

  11. Bárbara 14/11/2011 at 21:01 - Reply

    Luiz, Everton, obrigada aos dois!

    Mas, pra não perder o costume, vou perguntar mais uma vez sobre a constiuição da empresa.
    Se o jogo é produzido para comportar este tipo de propaganda, a empresa de desenvolvimento do jogo precisa ter isto como atividade econômica? Tem que constar de seu CNAE?
    Tem tributação ou desta a Google se encarrega?

    • rafael.rodrigues 16/11/2011 at 19:46 - Reply

      Oi Bárbara,

      Não precisa a empresa ter essa atividade especificamente relacionada a veiculação de propaganda. Agora a questão de tributação, é preciso a empresa emitir nota para o Google.

      Qualquer dúvida estamos a disposição.

  12. Caitano 09/01/2012 at 13:52 - Reply

    Quais foram os jogos do Thiago que contabilizaram 310.000 downloads?
    Conforme foi divulgado no inicio desta pagina?

    • everton.vieira 11/01/2012 at 09:15 - Reply

      Olá Caitano,
      O Thiago provavelmente irá responder, mas posso adiantar a sua dúvida. O total de downloads mencionado na entrevista faz referência a todos os games desenvolvidos por ele até a data do post. Se você conferir o site do Thiago, poderá ver que ele já desenvolveu mais alguns games.

  13. Thiago 10/03/2012 at 11:56 - Reply

    Olá,
    aluem poderia me dizer fontes em portugues sobre criação de jogos android que nao utilize as engines (que o Thiago disse?)
    Obrigado!!!!

  14. Vìctor 01/05/2012 at 19:42 - Reply

    Alguém poderia me informar a média do valor que são vendidos esses jogos?

  15. Wesley 18/02/2014 at 09:07 - Reply

    Thiago preciso de sua ajuda estou desenvolvendo um jogo para android e não estou conseguindo colocar um tempo vc teria algum código pra me passar me manda por email
    [email protected]

  16. Henrique Oliveira 16/09/2014 at 21:51 - Reply

    Ola, sou novo em criação de app, e busco algumas informações que estão me torrando os neurônios, como eu consigo criar um botão que ao clicar nele ele ligue para um numero que eu já deixarei especificado e como crio outro botão que possa ser adicionado uma foto, nome embaixo, e cadastrar um numero de telefone que ao clicar ligue para este numero cadastrado pelo usuário do app? se puder me ajudar ficarei muito agradecido.

Deixar um Comentário

Click here to cancel reply.