Quem Somos

Abrindo o Jogo

Mais que um site, o Abrindo o Jogo é uma iniciativa onde, através de artigos, notícias, debates e cursos, vamos apoiar a capacitação no desenvolvimento de jogos no país.

Seguindo o desejo dos leitores, estaremos dividindo os posts em artigos sobre projeto e artigos sobre desenvolvimento. Duas categorias principais organizam o conteúdo de uma forma bem amigável, e dentro de cada uma teremos subdivisões como artigos teóricos, práticos, orientado a uma linguagem de programação específica.

contato: contato@abrindoojogo.com.br

Os Responsáveis

Everton Vieira

Sou Bacharel em Análise de Sistemas pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel) no ano de 1999. Minha paixão por games é de longa data. Porém, em 2003 tornei essa paixão uma profissão. Como sócio de uma das cinco maiores empresas de Tecnologia Educacional do país, fui responsável pela criação da divisão de Serious Games da empresa. Durante oito anos atuei como Game Designer e Arquiteto de Software em mais de 30 projetos de Serious Games (simuladores) para grandes empresas do país.

Atualmente sou sócio-fundador do Izyplay Game Studio, onde exerço o cargo de Diretor de Game Design. Além do envolvimento corporativo, também participei da organização da Pós Graduação em Arquitetura e Desenvolvimento de Jogos Digitais na FATEC SENAC Pelotas. Minha área de interesse e especialização é Game Design e Inteligência Artificial.

Luiz Alessandro Nörnberg

Sou Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel), onde também atuei como professor. Desde a época da faculdade (mais de quinze anos atrás) a paixão por jogos tem sido importante no meu direcionamento profissional.

Sou sócio-fundador do Izyplay Game Studio, onde exerço o cargo de Diretor de Tecnologia. Sempre tive grande foco em desenvolvimento em Java, embora tenha migrando para a tecnologia Adobe AIR em função de sua portabilidade. Ah, e é claro, dou meus palpites no game design.

Também sou sócio da Gestum Tecnologia Educacional, onde assumi por muitos anos a direção de Pesquisa e Desenvolvimento e juntamente com o Everton participei da organização da Pós Graduação em Arquitetura e Desenvolvimento de Jogos Digitais na FATEC SENAC Pelotas.

Rafael Rodrigues

Sou mestre pela Faculdade de Tecnologia – UnB em Brasília/DF, na área de Gestão de Projetos, graduado em Ciência da Computação pela Universidade Católica de Pelotas e técnico em Informática e Eletrônica. Possuo mais de 10 anos de experiência no mercado de trabalho na área de Gestão de Projetos e desenvolvimento de jogos.

Fui coordenador do curso de pós-graduação em Arquitetura e Desenvolvimento de Jogos Digitais e professor dos cursos de Graduação de Redes de Computadores e Análise e Desenvolvimento de Sistemas na FATEC – SENAC Pelotas.

Atualmente sou sócio-fundador e Diretor de Negócios do Izyplay Game Studio, focado em jogos de entretenimento e advergames.

Os Colaboradores

Róger Neves Machado

Atualmente estou cursando o Bacharelado em Artes Visuais .

A vontade de desenvolver jogos surgiu aos 9 anos de idade, desde então comecei a analisar jogos e ler revistas especializadas, além de detonar muitos jogos. Me envolvi durante anos com RPG de mesa e Cards Games.

Atualmente tenho curso de especialização em Webdesigner, estou cursando Artes Visuais na FURG, sou membro do GEA (Grupo de estudo em animação da FURG), participo de um projeto de extensão do desenvolvimento de um jogo sócio-educativo onde sou responsável pela modelagem 3D dos personagens. Meu foco de estudo e pesquisa é desenvolvimento visual para jogos, com conhecimento em modelagem 3D, animação, texturas, edição de vídeos e pós-produção.

Marcelo Martins

Sou formado em jornalismo pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2004 e Gestão de Negócios pela ESPM-SP em 2008. Em paralelo, desenvolvi a minha carreira musical. Estudei guitarra, teoria musical, orquestração, piano e áudio no IAV, em São Paulo. Fundei a banda de heavy metal Plexus e lançamos três discos com composições próprias, além de trabalhar como técnico com artistas como Viper e Wanessa Camargo. A experiência adquirida me permitiu lançar um livro sobre produção musical chamado “Comunicação Subterrânea”, pela editora Frutos.

Tenho também uma forte ligação com a indústria de videogames. Fui colunista do jornal A Tarde e escrevi mais de 200 resenhas de jogos. Depois, me tornei editor do site oficial do Xbox 360 e criei jogos em HTML para a Microsoft. Um dos meus conceitos de jogo, “Os homens das cavernas”, foi selecionado por uma comissão especializada do Ministério da Cultura do Brasil.

Em 2010, uni as minhas duas maiores paixões, música e videogames e fundei a Clefbits, uma empresa de produção musical especializada em trilhas sonoras para videogames.

Bárbara Bueno

Sou Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade do Vale do Sapucaí (Univás), Coach pelo Instituto Brasileiro de Coaching – IBC e, além de exercer as atividades de coach e assessora administrativa e contábil como autônoma, atuo no mercado de personalizados como sócia-diretora da Bigcat Artigos Personalizados. Explorando minha veia artística, tive alguma experiência na realização de projetos gráficos, impressão off-set e, em projetos escolares, no processo de criação e edição de vídeos educativos. Contudo, meu ponto forte reside na escrita, desenvolvida desde a infância e premiada pelo SESC Santo Amaro em 2003. Possuo mais de 30 personagens, envolvidos numa série de histórias de ficção. Jogadora hardcore e defensora de graphic adventures no estilo point and click, estudo o mercado e técnicas de desenvolvimento de games, a fim de ver gameficada a minha criação.

Otavio Ortiz

Sou programador autodidata. Comecei desmontando mini games do meu irmão mais velho para ver como funcionava aos meus 8 anos. Aos 15 comecei a estudar programação por conta própria e criar jogos com game engines como RPG maker e game maker assim aprendi a programar em C e logo passei para outras linguagens como action script, java, c++ e c#.

Iniciei minha carreira profissional em 2006 trabalhando como programador jr. em uma empresa que desenvolve serious games. Jogos focados em treinamento e capacitação de pessoas. Me mantenho nesta área até hoje ocupando a função de programador pleno. Recentemente comecei uma iniciativa indie através da empresa Eplixe. Com o objetivo de lançar games para Mobile e web.